JACKIE: Breve comentário

Jackie é um longa muito bem executado com trilha sonora, design de produção e figurino impecáveis. Natalie Portman está maravilhosa como sempre, chega a ser redundante dizer. Porém apesar da habitual elegância, dos gestos e tom de voz moderados adequados à personagem, é difícil ver Jackie Kennedy através de sua atuação, ainda que nos desperte a simpatia por seu amargo luto. Seu olhar no carro assistindo às vitrines sendo decoradas com manequins idênticas a ela chega quase a ser mais memorável do que a cena surpreendentemente gore do assassinato do presidente.

Mas emociona de verdade Greta Gerwig arqueando os lábios com os dedos – assim como pedia à primeira dama para sorrir diante das câmeras – e o sacerdote de John Hurt em seu simbólico derradeiro grande papel, se perguntando, como Peggy Lee: “Is there all there is?” e nos deixando lúcidos ensinamentos:

“Chega um momento na busca do homem por significado quando se percebe que não há respostas. E quando você chega a essa realização horrível, inevitável, você aceita ou se mata. Ou simplesmente para de procurar.”

Jackie-938x535

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s