De volta a Stars Hollow

Contém spoilers. Muitos, eu acho.

untitled

Providenciadas as munições necessárias: pizza, sorvete, cerveja, danoninho, biscoito e um restinho de bebida que achei começada por alguém na cozinha da minha cunhada – não identifiquei o que era apesar de familiar, mas tava tão gostoso que acabei arriscando perder a vida pelo gole…. acabei de fazer a tão aguardada maratona da nova temporada (revival) de Gilmore Girls. Meldelz. Sabe a sensação de que tudo se encaixa finalmente? A plenitude do círculo da vida, incluindo tudo, não “apesar” das perdas. Quatro estações mágicas, com muitas lembranças que envolvem não apenas a trajetória daqueles personagens, mas a nostalgia da própria vida. Breves aparições – quase na última hora – mas que não poderiam de forma alguma abandonar Stars Hollow…

Figurantes vestidos de floco de neve, pistola de glitter, Rory descolada, “cuspida como um chiclete velho pelo mundo”, morando aqui e ali com roupas perdidas em caixas, combinações gastronômicas improváveis envolvendo sorvete, o velório sem uma palavra, o perdão, a disputa entre trovadores, Lane na bateria, uísque às três da tarde, Kirk agora motorista de ÖÖober, pai de um porquinho tipo o Baby e vestido de David Lynch para apresentar seu segundo curta 😜, Paris controlando barrigas de aluguel e tendo crises psicóticas no banheiro de Chilton 😱, o amigo de milho no mercado, o amigo nervoso Michel, pesadelos de Lorelai com Paul Anka cantor e cachorro, Emily chutando o balde e usando jeans por culpa de Marie Kondo 😒, avisos de gatilho (beijo, Isa!), um musical ridículo superestimado 😢, O Bar Secreto 😂, um affair esquecível vindo do Peru, Luke e seu jeito único e turrão de ser, a ponta “pornográfica” de Sookie e seus bolos fofos temáticos, um jornal pré-histórico repaginado, um quadro de Richard que aos poucos vai tomando as proporções adequadas, Miss Patty magra a ponto de poder ser confundida com Iggy Pop sob certa luz, a jornada Livre 😍, a capa de livro lida com precisa correção editorial, amigos que chegam do nada para um passeio surreal incluindo tango 😵, um pai quanto mais ausente melhor, a saída à francesa de Jess… uma empolgação frenética fora de contexto. Desculpa. São tantas emoções que, falando o mais rápido que posso, não vou me preocupar em escrever aqui um texto com nexo e ordem, são sempre só linhas, boas ou más, que se conectam ou se perdem por vários lados por aí. Apenas assista.

😜 o marido cego de Babette tem uma camiseta de a film by Kirk

😱 pois apesar de dominar o mundo continua a mesma garota “invisível”

😒 infelizmente não foi surpresa, me noticiaram essa antes em um enunciado ¬¬

😢 corrigido por uma canção comovente (“Eu não sou inquebrável”) ameaçada ser cortada

 

😂 que lembra aqueles lugares ótimos para beber escondidos e inabitados

😍 cujo propósito secreto pode se esconder atrás de uma loja de café fechada

😵 “o que acontece em Vegas, fica em Vegas”

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s